ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Há um enorme potencial de energia adormecido nos oceanos: a força das marés e das ondas pode gerar energia limpa e renovável globalmente. Entenda como funciona uma usina maremotriz

A matriz de energia maremotriz é uma forma de produção de energia proveniente da movimentação das águas dos oceanos, resultado do movimento natural das marés e de suas ondas. Dados os movimentos de translação e rotação e a constante aproximação e afastamento do Sol e da Lua, o volume de água em estado líquido sobre a superfície terrestre se movimenta incessantemente. Esse movimento pode ser convertido em energia usando e novas tecnologias vêm sendo testadas para fazer com que essa conversão seja cada vez mais eficiente. Ainda são poucos os lugares que usam a energia das ondas e das marés, mas o potencial para adoção é imenso.

Veja a seguir como funciona esta tecnologia.

 

Infográfico: energia maremotriz

Conteúdo publicado em 23 de abril de 2019

O que a Braskem está fazendo sobre isso?

A Braskem, a partir do contrato firmado com a empresa francesa EDF Renewable do Brasil, assume amplo investimento na compra de energia eólica. O acordo assinado prevê um aporte estimado em R$ 400 milhões ao longo de 20 anos para a compra de energia produzida pelos ventos. A parceria estabelece a construção do Complexo Eólico Folha Larga, no município de Campo Formoso, a 350 km de Salvador. A previsão é que o parque eólico tenha 33 megawatts (NW) de capacidade instalada. Esta é uma das ações assumidas pela empresa para atingir o objetivo de reduzir as emissões em 325 toneladas de CO2 durante duas décadas. “Estamos fazendo nossa parte para o desenvolvimento desse setor. Ao investir numa matriz limpa e sustentável, estamos reduzindo a quantidade de emissões de CO2 em 325 mil toneladas ao longo do período do contrato”, afirma Gustavo Checcucci, diretor de energia da Braskem.

Veja Também

Mapa do empreendedorismo social por gênero, raça e orientação sexual
Como os metais são obtidos a partir da natureza?