ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao colocar em suas gôndolas água em garrafas de plástico reciclado, que são acinzentadas, a Co-op Food quer desafiar seus clientes a deixarem as questões estéticas de lado

A Co-op Food, unidade de negócios que responde pelas lojas que vendem alimentos do movimento cooperativo de consumidores do Reino Unido, planeja trocar 50% das suas garrafas de água de marca própria por garrafas feitas de plástico reciclado. Desta forma, a empresa coloca nas mãos dos clientes a decisão de optar, ou não, por uma solução mais sustentável, porém esteticamente diferente.

As novas garrafas, 100% recicláveis ​​e de origem local, são mais escuras, com um aspecto mais cinzento e opaco do que as que usam menos ou nenhum plástico reciclado. A Co-op tem 4,6 milhões de membros ativos que, no ano passado, apoiaram o desejo da empresa de operar com 100% de seus produtos com embalagens facilmente recicláveis.

Em comunicado oficial, a Co-op estima economizar quase 350 toneladas de plástico por ano quando fizer a mudança em toda a sua linha de produtos, que inclui água com gás e águas aromatizadas. Segundo a empresa, a redução do impacto ambiental dos produtos está no centro dos esforços da cooperativa. No início deste ano, a Co-op confirmou que era favorável à criação de um sistema de reembolso por devolução aos depósitos (DRS na sigla em inglês) para aumentar a reciclagem geral das embalagens. Neste caso, o cliente recebe uma pequena quantia em dinheiro por devolver as garrafas para a reciclagem.

Reciclagem é um dos futuros do plástico

A Co-op também planeja livrar sua gôndolas de plásticos escuros até 2020. O pigmento nesses plásticos dificulta a identificação e classificação pelas máquinas de reciclagem. Além disso, ele contamina o fluxo de reciclagem, reduzindo a utilidade e o valor do material recuperado.

O presidente-executivo da Co-op, Jo Whitfield, disse: “nossos clientes esperam que respondamos a esse desafio e que os ajudemos a fazer escolhas mais éticas, e nós nos dedicamos para fazer exatamente isso. Essas mudanças também criarão novos usos para materiais reciclados, o que, por sua vez, dará aos nossos clientes maior confiança na reciclagem”.

Já Iain Ferguson, gerente ambiental do Co-op, disse que os fornecedores estão trabalhando duro para tornar a garrafa de PET reciclado (rPET) mais clara, e que eles já evoluíram o bastante, mas não a ponto de deixá-la completamente transparente. “Enquanto isso, nossas garrafas terão essa cor acinzentada, que eu considero um distintivo de honra — somos parte do mercado de produtos reciclados e nos orgulhamos disso.”

Conteúdo publicado em 5 de abril de 2018

O que a Braskem está fazendo sobre isso?

Desde 2005, a Braskem usa a Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) para conhecer os aspectos relativos à sustentabilidade de sua cadeia de valor. As informações geradas pelos estudos de ACV embasam decisões relativas ao negócio. Ainda na cadeia de valor, a Braskem criou a Rede Empresarial Brasileira de ACV, fórum que congrega empresas para discutir o conceito e disseminar boas práticas na aplicação da ferramenta no ambiente empresarial.

Outra iniciativa da Braskem nessa área é a plataforma Wecycle, criada com o objetivo de desenvolver negócios e iniciativas para a valorização de resíduos plásticos por meio de parcerias. O propósito é trazer confiabilidade e qualidade ao desenvolvimento de produtos, soluções e processos que envolvam todos os elos da cadeia de reciclagem do plástico.

O Wecycle oferece matéria-prima de plástico reciclado com qualidade, rastreabilidade, regularidade de processos e atuação com responsabilidade social e ambiental para empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Trata-se de uma iniciativa que reforça o compromisso da Braskem com a inovação, a sustentabilidade e a cadeia do plástico no Brasil. Para saber mais acesse: http://www.braskem.com.br/wecycle

Veja Também

Como carros elétricos aumentam o uso de energias renováveis?

Como carros elétricos aumentam o uso de energias renováveis?

Já reparou que não passa um dia sem que um grande lançamento ou anúncio de investimento seja feito no setor de carros elétricos? Marcas já consagradas, há décadas no mercado, hoje se acotovelam [...]

Ciência: nova técnica treina o cérebro para curar doenças em uma hora

Ciência: nova técnica treina o cérebro para curar doenças em uma hora

Um treinamento relativamente simples com duração de apenas uma hora é capaz de mudar determinados padrões de comportamento cerebral e potencialmente até condicionar o cérebro para curar doenças [...]

Nanotecnologia cria materiais “antimudanças climáticas”

Nanotecnologia cria materiais “antimudanças climáticas”

O avanço das mudanças climáticas vem provocando elevação nas temperaturas globais, mas suas consequências são mais amplas do que o aquecimento geral da Terra: o fenômeno altera todo o balanço [...]