ASSINE NOSSA NEWSLETTER

SpaceX, comandada por Elon Musk, anuncia que Yusaku Maezawa será o passageiro da primeira viagem da empresa à Lua; o japonês irá levará uma equipe de artistas e prevê uma exposição ao fim da missão

O bilionário japonês Yusaku Maezawa, 42 anos, é o primeiro passageiro confirmado para o primeiro vôo comercial inaugural a circundar a Lua. A escolha de Maezawa para a viagem foi anunciada por Elon Musk, CEO da SpaceX, empresa que produz foguetes espaciais e que irá viabilizar a viagem. A missão está prevista para 2023. Durante o evento que anunciou Maezawa como passageiro número um da missão lunar, o japonês também divulgou o lançamento de seu projeto de arte #dearMoon. “Eu escolhi ir à Lua com artistas”, empolgou-se ao falar sobre o plano que irá levar até oito artistas com ele para a Lua.

Maezawa já informou que pretende incluir na tripulação artistas que trabalham com cinema, fotografia, arquitetura, design, pintura, dança, música, literatura e moda. Os nomes dos artistas selecionados ainda foram divulgados. A ideia é que esta equipe crie suas peças durante o trajeto de ida e volta da Lua e que, no retorno da missão, seja feita uma exibição artística. Na descrição do projeto #dearMoon, o bilionário japonês publicou o seguinte texto manifesto:

“Se Pablo Picasso tivesse visto a Lua de perto, que tipo de quadros ele teria pintado? Se John Lennon pudesse ter visto a curvatura da Terra, que tipo de músicas ele teria escrito? Se eles tivessem ido ao espaço, como o mundo seria hoje? As pessoas são criativas e têm uma grande imaginação. Todos nós temos a capacidade de sonhar o que nunca foi sonhado, de cantar músicas que nunca foram cantadas, de pintar aquilo que nunca foi pintado antes. Espero que este projeto inspire o sonhador dentro de cada um de nós.”

Quem é Yusaku Maezawa?

Em 1998, Maezawa voltou ao Japão depois de uma longa viagem aos Estados Unidos e fundou a Start Today, empresa que vendia vinis, CDs e mobília sob medida pela internet. O negócio cresceu e, seis anos depois, Maezawa lançou o Zozotown, que produz roupas sob medida em grande escala e as vende online. Hoje, a holding de Maezawa vale US$ 12 bilhões e seu patrimônio pessoal é de cerca de US$ 2,7 bilhões, segundo a Forbes.

Esta fortuna o transformou na 18ª pessoa mais rica do Japão e fez dele um dos mais importantes fashionistas do mundo. Maezawa também é fã de artes plásticas: pela obra “Untitled”, do artista norte-americano Jean-Michel Basquiat, ele desembolsou US$ 110,5 milhões.

Quais são os planos da SpaceX para levar o homem à Lua?

Em fevereiro de 2017, Elon Musk anunciou que havia escolhido os dois primeiros turistas que visitariam a Lua a bordo de um foguete da SpaceX, mas não revelou seus nomes. Maezawa foi revelado em setembro, enquanto o nome do segundo passageiro segue em segredo. À época o CEO da SpaceX afirmou que os dois escolhidos haviam “depositado um valor significativo” de dinheiro para garantir seus assentos e reforçou, agora, que o investimento feito pelo japonês “tem grande efeito no pagamento do custo e desenvolvimento do projeto”. De acordo com o site norte-americano VOX, a empresa deve gastar cerca de US$ 5 bilhões com a empreitada.

A SpaceX nasceu com um objetivo principal: baratear viagens espaciais. Com os avanços tecnológicos que criou, a empresa calcula que cada lançamento seu custe cerca de US$ 90 milhões. Parece muito dinheiro – e é -, mas no mundo da exploração espacial, trata-se de custo extremamente competitivo. A NASA, por exemplo, gastava cerca de US$ 1 bilhão em cada lançamento de seus antigos ônibus espaciais, hoje aposentados.

Leia mais:
Uma recicladora no espaço: reciclando plástico na Estação Espacial Internacional
Cientistas encontram água líquida em Marte pela primeira vez
Maior eclipse lunar do século ocorreu este ano: entenda como funcionam os movimentos da Lua

Hoje, o carro-chefe do programa espacial da SpaceX é o foguete Falcon Heavy, enviado pela primeira vez ao espaço em 6 de fevereiro de 2018. Trata-se do mais poderoso foguete produzido desde o lançamento do Saturn 5, da NASA, 45 anos atrás, que levou o homem à Lua. O Falcon Heavy também é o mais potente foguete já produzido por uma empresa civil. Ele é composto de três partes: no meio, o foguete de 70 metros de altura onde fica a cápsula que leva a carga, e mais dois poderosos propulsores, um em cada lado. Seus 27 motores são capazes de levar a aeronave a uma velocidade máxima superior a 26.600 km/h.

Mas a empresa comandada por Musk quer mais e está desenvolvendo um foguete ainda maior e mais poderoso, o Big Freaking Rocket (BFR). Será nesta nave que Maezawa e seus artistas irão à Lua. Se tudo der certo, o cronograma anunciado por Musk prevê que, em seis anos, além de levar homens à Lua, seja possível também realizar uma viagem até Marte.

Conteúdo publicado em 5 de outubro de 2018

O que a Braskem está fazendo sobre isso?

A Braskem é desenvolvedora e produtora do plástico verde usado na mistura do “cimento espacial” – este tipo de plástico pode ser encontrado pelo consumidor final em produtos com o selo “I’m green”. A empresa investiu na fase de pesquisa para o desenvolvimento do material até inaugurar a primeira planta de polietileno verde em escala comercial do mundo, em Triunfo, no Rio Grande do Sul. A instalação, que custou US$ 290 milhões, tem capacidade produtiva de 200 mil toneladas de polietileno verde por ano e usa a cana-de-açúcar como insumo.

A Braskem também é parceira da “Made in Space”, que lançará uma recicladora de plástico à Estação Espacial Internacional, a 408 km de altitude. A previsão é de que a recicladora chegue à estação no segundo semestre de 2018. A máquina tem como objetivo fechar o ciclo do plástico verde no espaço ao reciclar ferramentas produzidas por uma impressora 3D já instalada na estação que usa o polietileno verde como filamento.

Conheça o programa Imprimindo o Futuro, o projeto conjunto de Braskem e Made in Space: https://www.braskem.com.br/imprimindoofuturo

Veja Também

Como carros elétricos aumentam o uso de energias renováveis?

Como carros elétricos aumentam o uso de energias renováveis?

Já reparou que não passa um dia sem que um grande lançamento ou anúncio de investimento seja feito no setor de carros elétricos? Marcas já consagradas, há décadas no mercado, hoje se acotovelam [...]

Ciência: nova técnica treina o cérebro para curar doenças em uma hora

Ciência: nova técnica treina o cérebro para curar doenças em uma hora

Um treinamento relativamente simples com duração de apenas uma hora é capaz de mudar determinados padrões de comportamento cerebral e potencialmente até condicionar o cérebro para curar doenças [...]

Nanotecnologia cria materiais “antimudanças climáticas”

Nanotecnologia cria materiais “antimudanças climáticas”

O avanço das mudanças climáticas vem provocando elevação nas temperaturas globais, mas suas consequências são mais amplas do que o aquecimento geral da Terra: o fenômeno altera todo o balanço [...]