Conheça as duas estratégias usadas para pensar a sustentabilidade do começo ao fim da cadeia de produto. Com elas, é possível cuidar do impacto ambiental das nossas escolhas da montagem ao descarte de um produto

Quando um novo produto é desenvolvido, uma série de medidas pode fazer da trajetória dele em toda cadeia mais sustentável ou menos sustentável. Parte importante dessas medidas precisa ser colocada em prática na fase de design do produto.

É nessa fase que se pode pensar o produto para que sua fabricação seja a mais eficiente e sustentável possível. É também nessa fase que o produto pode ser pensado para o momento do descarte – ou seja, para que suas peças possam ser reaproveitadas e recicladas da melhor forma possível.

Veja, com exemplos, como funcionam as técnicas design for assembly (ou “design para montagem”, em tradução livre) e design for disassembly (ou “design para desmontagem”, em tradução livre).

Infográfico: design for assembly e design for disassembly

Conteúdo publicado em 8 de março de 2019

O que a Braskem está fazendo sobre isso?

No dia 7 de novembro de 2018, a Braskem lançou globalmente um novo Posicionamento Global sobre Economia Circular. No âmbito do posicionamento, a empresa vai atuar voluntariamente para atingir diversos objetivos, entre os quais se destacam o que garante que 100% das unidades industriais da petroquímica adotem as melhores práticas para controle de pellets até 2020.

A Braskem reconhece que a gestão adequada na disposição de resíduos plásticos pós-consumo é uma preocupação global crescente, e que o material deve ser usado com responsabilidade, reutilizado, reciclado ou recuperado. Para que isto aconteça, todos os setores da sociedade e cada cidadão devem atuar juntos na evolução do consumo consciente e na gestão do ciclo de vida do plástico.

Saiba mais sobre o compromisso assumido pela Braskem e as oito questões fundamentais sendo endereçadas para cumpri-lo em http://www.braskem.com/economiacircular

Veja Também

O que significa a sigla LGBTQIA+?
Como a redução da biodiversidade pode impactar a vida humana?