Impressoras 3D vão tornar economia mais sustentável

Assim como os motores a combustão e os computadores, as impressoras 3D devem ser o objeto símbolo de uma nova revolução: da economia circular. Veja como a nova tecnologia pode mexer com o mundo

Muitos cientistas, economistas e ambientalistas concordam que o sistema de economia linear está em vias de chegar ao fim e, aos poucos, os conceitos da economia circular estarão mais presentes nas indústrias e nos mercados. E, de acordo com Gregory Unruh, da George Mason University, a peça mais importante deste revolução será a impressora 3D. Com esta tecnologia, será possível reciclar materiais de forma mais eficiente e descentralizar a produção das grandes plantas industriais, com consumo de energia mais limpa.

Veja também:
Impressora 3D constrói casa em 24 horas
Uma recicladora no espaço
Impressoras 3D devem ganhar padrão para emissões em breve

 

Conheça o posicionamento da Braskem na íntegra acessando: http://www.braskem.com/economiacircular

Conteúdo publicado em 19 de fevereiro de 2019

O que a Braskem está fazendo sobre isso?

No dia 7 de novembro de 2018, a Braskem lançou globalmente um novo Posicionamento Global sobre Economia Circular. No âmbito do posicionamento, a empresa vai atuar voluntariamente para atingir diversos objetivos, entre os quais se destacam o que garante que 100% das unidades industriais da petroquímica adotem as melhores práticas para controle de pellets até 2020.

A Braskem reconhece que a gestão adequada na disposição de resíduos plásticos pós-consumo é uma preocupação global crescente, e que o material deve ser usado com responsabilidade, reutilizado, reciclado ou recuperado. Para que isto aconteça, todos os setores da sociedade e cada cidadão devem atuar juntos na evolução do consumo consciente e na gestão do ciclo de vida do plástico.

Saiba mais sobre o compromisso assumido pela Braskem e as oito questões fundamentais sendo endereçadas para cumpri-lo em http://www.braskem.com/economiacircular

Veja outros vídeos

novo

Litro de Luz e a bluevision de Alfredo Moser

Litro de Luz e a bluevision de Alfredo Moser

Alfredo Moser, 67 anos, previu que sua invenção revolucionaria o mundo. Natural de Itajaí, Santa Catarina, vive há décadas em Uberaba, Minas Gerais, onde teve a ideia que mudaria sua vida – [...]

Futuro do trabalho: mais diversidade e menos horas

Futuro do trabalho: mais diversidade e menos horas

Uma ampla pesquisa realizada pela consultoria McKinsey em 2017 aponta que a diversidade é um ativo de grande valor para as empresas. De acordo com o levantamento, companhias que aplicam políticas [...]

Os quatro maiores perigos do ambiente de trabalho

Os quatro maiores perigos do ambiente de trabalho

No ranking global de acidentes em ambiente de trabalho, o Brasil ocupa a quarta posição. Ocorre um acidente a cada 48 segundos no país e, a cada 3h38, um trabalhador brasileiro perde a vida [...]