Iniciativas combinam informações e cadastros para viabilizar ações de responsabilidade social e ambiental - e estimular o reaproveitamento de materiais

Algumas vezes, temos uma boa intenção, mas ficamos um pouco perdidos sobre como adotar uma postura mais responsável diante das escolhas de consumo e descarte – e sobre qual é o impacto de nossas opções cotidianas para outras pessoas e para o meio ambiente. Pensando nisso, alguns aplicativos foram criados com o objetivo de ajudar a esclarecer dúvidas sobre reciclagem e conectar profissionais, cooperativas ou empresas que realizam a atividade, além de oferecer dados importantes sobre como economizar recursos naturais e adotar hábitos sustentáveis.

Cataki

Nesta plataforma, é possível cadastrar um indivíduo ou uma cooperativa. Na apresentação, o Cataki destaca que existem hoje, no Brasil, 800.000 trabalhadores na coleta seletiva de lixo, mas apenas 300 deles estão cadastrados. Para ampliar a rede, basta registrar o catador ou catadora que atua na sua rua, no seu bairro ou na sua região. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente.

Se quiser descartar algum material ou resíduo reciclável, basta usar o app para encontrar os trabalhadores mais próximos ao local da coleta. O trabalho da organização é aberto, sem fins lucrativos e colaborativo. Se você quiser ajudar como voluntário, pode entrar em contato com os realizadores da iniciativa.

Reciclagem de Plásticos

O aplicativo desenvolvido pelo Movimento Plástico Transforma, apoiado pela Braskem, pode ser usado em tablets e celulares, tanto por catadores de materiais recicláveis quanto por cidadãos que precisem fazer descartes. A plataforma é capaz de apontar 1.936 pontos de entrega voluntária (PEVs) em 61 cidades, de 20 estados brasileiros. O endereço online ainda traz conteúdos sobre ações educativas e interativas, incentiva a inovação, a reciclagem e responsabilidade ambiental para o consumo consciente.

Intellibins

Esta iniciativa foi desenvolvida especialmente para ajudar os moradores de Nova York a encontrarem incentivos para reciclar, reutilizar e doar. O aplicativo mapeia a cidade e mostra onde é possível encaminhar não apenas plástico, vidro e papel, mas também roupas e eletrônicos. Compatível com Android e iOS, a tecnologia permite procurar o local mais próximo de você. No total, são mais de 1.500 pontos de reciclagem e 21 tipos de materiais diferentes.

Rota da Reciclagem

Disponível para IOS e Android, esta é uma ação promovida pela Tetra Pak. O aplicativo mostra de forma didática como qualquer pessoa interessada pode participar do processo de separação e entrega das embalagens longa vida para reciclagem. Ele informa ainda onde estão localizadas as cooperativas de catadores, as empresas comerciais que trabalham com compra de materiais recicláveis e os pontos de entrega que recebem embalagens da empresa.

Manual de Etiqueta – Planeta Sustentável

Disponível apenas para a plataforma IOS, o aplicativo é grátis e traz informações sobre como mudar alguns hábitos de forma simples e reduzir os impactos ambientais que cometemos no dia a dia. Dentro do Manual estão dicas de comportamento voltado à sustentabilidade social e utilização responsável de energia. Bilíngue (português e inglês), a plataforma reúne 50 práticas divididas por temas: uso da água, energia elétrica, cidadania, reciclagem e consumo, classificadas pelo nível de esforço e pela dimensão do impacto no cotidiano.

Litterati

Internacional, este aplicativo propõe que as pessoas tirem uma foto do lixo que encontrarem (garrafas, bitucas de cigarro, papéis e outros). Então, elas devem colocar palavras-chaves, marcar a localização geográfica (geotag) e o horário onde o lixo foi encontrado. O mapa é capaz de mostrar que tipo de lixo se acumula e em qual lugar, norteando ações específicas para evitar o problema. Um exemplo de solução aconteceu em uma escola na Califórnia, quando o mapa indicou que o lixo encontrado com mais frequência no pátio eram os saquinhos de canudos descartáveis da cantina. A escola, então, decidiu parar de oferecer esse item para os estudantes.

Conteúdo publicado em 3 de outubro de 2018

O que a Braskem está fazendo sobre isso?

Desde 2005, a Braskem usa a Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) para conhecer os aspectos relativos à sustentabilidade de sua cadeia de valor. As informações geradas pelos estudos de ACV embasam decisões relativas ao negócio. Ainda na cadeia de valor, a Braskem criou a Rede Empresarial Brasileira de ACV, fórum que congrega empresas para discutir o conceito e disseminar boas práticas na aplicação da ferramenta no ambiente empresarial.

Outra iniciativa da Braskem nessa área é a plataforma Wecycle, criada com o objetivo de desenvolver negócios e iniciativas para a valorização de resíduos plásticos por meio de parcerias. O propósito é trazer confiabilidade e qualidade ao desenvolvimento de produtos, soluções e processos que envolvam todos os elos da cadeia de reciclagem do plástico.

O Wecycle oferece matéria-prima de plástico reciclado com qualidade, rastreabilidade, regularidade de processos e atuação com responsabilidade social e ambiental para empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Trata-se de uma iniciativa que reforça o compromisso da Braskem com a inovação, a sustentabilidade e a cadeia do plástico no Brasil. Para saber mais acesse: http://www.braskem.com.br/wecycle

Veja Também

novo

Como Nobel de Química usa micróbios para o desenvolvimento sustentável

Como Nobel de Química usa micróbios para o desenvolvimento sustentável

Em 2018, Frances H. Arnold, professora de Engenharia Química do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), foi reconhecida com o prêmio máximo de sua carreira: o Prêmio Nobel de Química. A [...]

novo

Conheça a nave que pode levar o homem de volta à Lua em 2024

Conheça a nave que pode levar o homem de volta à Lua em 2024

O ser humano pisou na Lua pela primeira vez em 20 de julho de 1969. Nos três anos seguintes, outras seis missões do projeto Apollo levaram 12 astronautas à superfície lunar. Mas, desde que a [...]

Epidemia urbana: até onde chega a febre dos veículos compartilhados?

Epidemia urbana: até onde chega a febre dos veículos compartilhados?

Difícil encontrar um smartphone que não tenha instalado aplicativos de transporte. Seja solicitação de viagem sob medida, carona coletiva, aluguel de bicicletas ou até uso compartilhado de [...]