Adidas camisas de plástico Major League Soccer. Foto: Divulgação

Times dos EUA vão jogar com camiseta feita de plástico reciclado

Para marcar o Dia da Terra, as equipes da principal liga de futebol americana jogarão as partidas de 20, 21 e 22 de abril com o material reciclado

No dia 22 de abril, é comemorado o Dia da Terra, data criada em 1970 para reforçar a consciência ambiental da população mundial. A campanha oficial de 2018 tem como tema a poluição, e o assunto ganhará destaque na “Major League Soccer” (MLS, a principal liga de futebol do Estados Unidos). Em iniciativa da Adidas e da “Parley for the Oceans”, organização de defesa dos oceanos, todas as 23 equipes da MLS entrarão em campo com uniformes de edição limitada criados com resíduos plásticos recuperados antes de chegar ao oceano. As camisas, cada uma feita de um material, estarão disponíveis para compra nas lojas online da Adidas e da MLS.

Os times usarão os modelos reciclados durante a rodada do final de semana, nos dias 20, 21 e 22 de abril. O projeto contará, ainda, com ativações nos estádios e a limpeza de uma praia em Los Angeles, na costa oeste dos Estados Unidos. “Criar mudanças e jogar futebol é muito parecido”, disse Cyrill Gutsch, fundador da “Parley for the Oceans”, ao Adnews. “Você define estratégias, mergulha no jogo e dá tudo que tem - você fica cada vez melhor”, afirmou.

De onde vem o plástico

O plástico usado nas camisas dos times da MLS vem do lixo encontrado em praias e
comunidades costeiras. Esse lixo é, então, retrabalhado como fibra para ser usado na
confecção de vestuário e calçados. Não é de hoje que a “Parley for the Oceans” e a Adidas estão envolvidas com a destinação adequada dos plásticos nos oceanos. A “Parley”, como a empresa costuma ser chamada, trabalha há anos reunindo pensadores e artistas para desenvolver formas inovadoras de tratar do tema.

A Adidas, por sua vez, vem focando no desenvolvimento de produtos usando esse plástico. Em 2017, a gigante esportiva alemã lançou três versões do seus tênis de corrida UltraBoost feitos com o insumo. Cada par reutiliza 11 garrafas plásticas e 1 milhão de pares foram vendidos apenas em 2017, segundo o CEO Kasper Rorsted. Dois modelos estão disponíveis no Brasil: o Ultraboost X Parley (feminino) sai por R$ 999 e o Ultraboost Parley (masculino), por R$ 899 na loja online da marca.

A colaboração com a MLS já aconteceu em menor escala em 2017 para o Dia da Terra,
sem abranger todas as equipes. Além de dar visibilidade ao problema dos plásticos nos
oceanos, a parceria também funciona para estabelecer novos padrões do setor de roupas e calçados, com foco em criatividade e colaboração.