Yusaku Maezawa e Elon Musk. Crédito: Divulgação/Yusaku Maezawa

Primeiro vôo comercial à Lua levará bilionário japonês e oito artistas

SpaceX, comandada por Elon Musk, anuncia que Yusaku Maezawa será o passageiro da primeira viagem da empresa à Lua; o japonês irá levará uma equipe de artistas e prevê uma exposição ao fim da missão

O bilionário japonês Yusaku Maezawa, 42 anos, é o primeiro passageiro confirmado para o primeiro vôo comercial inaugural a circundar a Lua. A escolha de Maezawa para a viagem foi anunciada por Elon Musk, CEO da SpaceX, empresa que produz foguetes espaciais e que irá viabilizar a viagem. A missão está prevista para 2023. Durante o evento que anunciou Maezawa como passageiro número um da missão lunar, o japonês também divulgou o lançamento de seu projeto de arte #dearMoon. “Eu escolhi ir à Lua com artistas”, empolgou-se ao falar sobre o plano que irá levar até oito artistas com ele para a Lua.

Maezawa já informou que pretende incluir na tripulação artistas que trabalham com cinema, fotografia, arquitetura, design, pintura, dança, música, literatura e moda. Os nomes dos artistas selecionados ainda foram divulgados. A ideia é que esta equipe crie suas peças durante o trajeto de ida e volta da Lua e que, no retorno da missão, seja feita uma exibição artística. Na descrição do projeto #dearMoon, o bilionário japonês publicou o seguinte texto manifesto:

“Se Pablo Picasso tivesse visto a Lua de perto, que tipo de quadros ele teria pintado? Se John Lennon pudesse ter visto a curvatura da Terra, que tipo de músicas ele teria escrito? Se eles tivessem ido ao espaço, como o mundo seria hoje? As pessoas são criativas e têm uma grande imaginação. Todos nós temos a capacidade de sonhar o que nunca foi sonhado, de cantar músicas que nunca foram cantadas, de pintar aquilo que nunca foi pintado antes. Espero que este projeto inspire o sonhador dentro de cada um de nós.”

Quem é Yusaku Maezawa?

Em 1998, Maezawa voltou ao Japão depois de uma longa viagem aos Estados Unidos e fundou a Start Today, empresa que vendia vinis, CDs e mobília sob medida pela internet. O negócio cresceu e, seis anos depois, Maezawa lançou o Zozotown, que produz roupas sob medida em grande escala e as vende online. Hoje, a holding de Maezawa vale US$ 12 bilhões e seu patrimônio pessoal é de cerca de US$ 2,7 bilhões, segundo a Forbes.

Esta fortuna o transformou na 18ª pessoa mais rica do Japão e fez dele um dos mais importantes fashionistas do mundo. Maezawa também é fã de artes plásticas: pela obra “Untitled”, do artista norte-americano Jean-Michel Basquiat, ele desembolsou US$ 110,5 milhões.

Quais são os planos da SpaceX para levar o homem à Lua?

Em fevereiro de 2017, Elon Musk anunciou que havia escolhido os dois primeiros turistas que visitariam a Lua a bordo de um foguete da SpaceX, mas não revelou seus nomes. Maezawa foi revelado em setembro, enquanto o nome do segundo passageiro segue em segredo. À época o CEO da SpaceX afirmou que os dois escolhidos haviam “depositado um valor significativo” de dinheiro para garantir seus assentos e reforçou, agora, que o investimento feito pelo japonês “tem grande efeito no pagamento do custo e desenvolvimento do projeto”. De acordo com o site norte-americano VOX, a empresa deve gastar cerca de US$ 5 bilhões com a empreitada.

A SpaceX nasceu com um objetivo principal: baratear viagens espaciais. Com os avanços tecnológicos que criou, a empresa calcula que cada lançamento seu custe cerca de US$ 90 milhões. Parece muito dinheiro - e é -, mas no mundo da exploração espacial, trata-se de custo extremamente competitivo. A NASA, por exemplo, gastava cerca de US$ 1 bilhão em cada lançamento de seus antigos ônibus espaciais, hoje aposentados.

Leia mais:
Uma recicladora no espaço: reciclando plástico na Estação Espacial Internacional
Cientistas encontram água líquida em Marte pela primeira vez
Maior eclipse lunar do século ocorreu este ano: entenda como funcionam os movimentos da Lua

Hoje, o carro-chefe do programa espacial da SpaceX é o foguete Falcon Heavy, enviado pela primeira vez ao espaço em 6 de fevereiro de 2018. Trata-se do mais poderoso foguete produzido desde o lançamento do Saturn 5, da NASA, 45 anos atrás, que levou o homem à Lua. O Falcon Heavy também é o mais potente foguete já produzido por uma empresa civil. Ele é composto de três partes: no meio, o foguete de 70 metros de altura onde fica a cápsula que leva a carga, e mais dois poderosos propulsores, um em cada lado. Seus 27 motores são capazes de levar a aeronave a uma velocidade máxima superior a 26.600 km/h.

Mas a empresa comandada por Musk quer mais e está desenvolvendo um foguete ainda maior e mais poderoso, o Big Freaking Rocket (BFR). Será nesta nave que Maezawa e seus artistas irão à Lua. Se tudo der certo, o cronograma anunciado por Musk prevê que, em seis anos, além de levar homens à Lua, seja possível também realizar uma viagem até Marte.