Tênis de plástico reciclado. Crédito: Divulgação/Adidas

A partir de 2024, todo plástico utilizado pela Adidas será reciclado

Empresa alemã de acessórios e roupas esportivas prevê economizar 40 toneladas do material anualmente; tênis de plástico reciclado já vendeu mais de 1 milhão de pares

A Adidas assumiu um importante compromisso ambiental: a partir de 2024, a gigante alemã promete utilizar exclusivamente plástico reciclado em toda sua operação. Isso significa que as lojas, armazéns, escritórios, centros de distribuição e pontos de venda, além, claro, de seus produtos, serão todos produzidos com material que passou pelo processo de reciclagem. Parte também será produzida a partir de plástico que iria para os oceanos. A informação é da CNN.

A expectativa da empresa é economizar cerca de 40 toneladas de plástico por ano a partir de 2018, até chegar ao objetivo de uso zero de plástico “virgem”. O diretor global de marcas da empresa, Eric Liedtke, disse ao The Financial Times, que até o poliéster “virgem” será abandonado nas peças produzidas pela Adidas - atualmente, o material representa 50% da matéria-prima de suas roupas.

A primeira ação efetiva da empresa após o anúncio será realizada com o lançamento da coleção primavera-verão 2019 da marca, na qual roupas, calçados e acessórios terão em sua composição 41% de poliéster reciclado.

Em 2014, a Adidas assinou uma parceria com a Parley Ocean Plastic para lançar uma primeira linha de roupas esportivas produzidas a partir de material plástico reciclado. A Parley tem como objetivo impedir que a contaminação plástica chegue ao ecossistema marinho interceptando o resíduo antes que ele chegue aos oceanos. A organização tem parcerias com outras empresas, como a American Express.

Hoje, em escala global, apenas 14% do plástico é coletado para reciclagem - uma taxa baixa se comparada a outros materiais, como o papel (58%), e o ferro e aço (com índices de até 90% em determinadas regiões). Nos oceanos, estima-se que haja, pelo menos, 5 trilhões de objetos plásticos - de micropartículas a sacolas - que, juntos, pesam mais de 250 mil toneladas.

Outras iniciativas sustentáveis da marca alemã

Em 2016, a Adidas anunciou o lançamento de três versões de seu modelo de calçado Ultraboost produzidas com plástico recolhido dos oceanos. O design do tênis é inspirado nas ondas do mar e sua composição apresenta 95% de plástico e 5% de poliéster - tudo reciclado.

Inicialmente, foram produzidos somente 7 mil pares do tênis, mas o sucesso foi tanto que após um ano, já haviam sido vendidos mais de 1 milhão de pares. Cada par exige a reciclagem de 11 garrafas PET e o aumento no custo da matéria-prima, em relação ao plástico virgem, varia entre 10% a 20%. Mesmo assim, a Adidas espera vender 11 milhões de pares do calçado até o fim de 2019 - o equivalente a 3% de sua produção anual.

Outro projeto da empresa alemã é o Futurecraft Biofabric, um tênis 100% biodegradável constituído com o material sintético Biosteel, que simula uma seda de aranha. Quando seus usuários quiserem se desfazer do calçado, precisam apenas diluir a peça em uma mistura de água com a enzima proteinase. Em 36 horas o material de decompõe, exceto a sola, que precisa ser descartada.

Tênis biodegradável. Crédito: Divulgação/Adidas

"Esse processo é 100% natural", afirma a marca no anúncio do produto. "O sapato não se dissolveria se usado em condições de tempo chuvoso, por exemplo, já que a presença de proteinase é importante para o processo."

No Brasil, a Adidas, recentemente, levou a inovação ao futebol: o modelo que compõe o terceiro uniforme do Flamengo é produzido com poliéster reciclado.