x

A bluevision de Sandro Rodrigues

Conheça a história do artista plástico que há 20 anos trabalha apenas com materiais reciclado, em parceria com cooperativas de catadores: “a arte resgata a humanidade das pessoas”

Em seu ateliê, na Rua Serra de Jairé, zona leste de São Paulo, o artista plástico Sandro Rodrigues, de 43 anos, produz peças, esculturas e paineis confeccionados exclusivamente de material reciclado. Suas obras usam desde garrafas plásticas até elementos tecnológicos, como fios elétricos e disquetes, coletados por cooperativas parceiras de seu trabalho. Nascido na periferia de São Paulo, Sandro começou a trabalhar aos 11 anos e teve problemas com álcool e drogas na juventude. Para ajudar a recuperar quem passou pelo mesmo que ele, fundou em 2004 uma cooperativa cujo objetivo é trabalhar com coleta seletiva e arte com catadores de resíduos. “A arte resgata a humanidade das pessoas. Fez isso comigo, poderia fazer isso com outros”, afirma. Hoje, é dono da marca Vitvalen e produz a decoração de Natal do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista.